Secretaria de Segurança Pública fará uso de imagens de 3 mil câmeras privadas em Joinville

Imagens de câmeras privadas serão disponibilizadas para a Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina em Joinville

O secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Junior, formalizou nesta terça-feira, 19, contrato com duas empresas de Joinville para o fornecimento das imagens de equipamentos instalados na cidade. A celebração foi com o Grupo Khronos e a Urbani Tecnologia de Informação Ltda. Participaram do ato no 8º Batalhão da Polícia Militar, os comandos das Polícias Militar e Civil, o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional, Volnei Francisco Batista.

“As empresas não vão doar câmeras, elas vão disponibilizar o acesso às imagens. Essas duas empresas conseguiram fechar os parâmetros técnicos para termos acesso as imagens. Santa Catarina trabalhava com 2.808 equipamentos públicos no projeto Bem-te-vi e hoje são acrescidas três mil em todo o Estado, mais dobrou o acesso a imagens que hoje a segurança pública tem”, destacou o secretário. De acordo com o secretário Oliveira Junior, há outras empresas em fase de ajuste tecnológico.

São aproximadamente oito mil câmeras sendo analisadas porque precisa ter um padrão tecnológico para serem integradas. “Ultrapassou muito nossa meta de conseguir acesso de dez mil câmeras ate o final do ano”, disse. Também está em fase de estudo o uso de drones para reduzir os índices de violência em Santa Catarina. Dois aspectos estão sendo levados em consideração: a forma como a criminalidade tem usado os equipamentos e de que maneira a Secretaria de Segurança Pública poderá fazer uso dos aparelhos.

O contrato é resultado de um chamamento público e empresas interessadas em ceder imagens de videomonitoramento poderão participar do edital até dezembro. “É uma forma de a iniciativa privada contribuir com o exercício da cidadania, afinal de contas, existem investimentos realizados com câmeras por todas as cidades e que de certa forma não são tão aproveitadas pelo Estado. Esse modelo de chamamento público, que integra as câmeras privadas junto ao sistema do Governo do Estado, sem dúvida quem ganha é a população como um todo, na segurança”, disse o diretor executivo da Urbani Tecnologia da Informação Ltda, Rubem Henrique da Silva Junior.

Verificar também

Fogos de artifício furam telhas da quadra de esportes no Osvaldo Aranha

0 Alunos são prejudicados com conduta de moradores em lançar fogos de artifício no telhado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.