Moradores realizam manifestação e apitaço

Moradores do Glória realizam abraço simbólico no Centro XV

Em tarde de manifestação, moradores do Glória uniram-se para protestar contra ato da Prefeitura

Mais uma vez os moradores do Glória realizaram outra manifestação na tarde dessa terça-feira (19). Na segunda -feira (18) a equipe e os equipamentos da prefeitura foram impedidos de entrar no local onde está previsto o projeto para a construção do CAPS AD, junto ao Centro XV na rua Brigada Lopes, para das início às obras.

Em uma reunião realizada no dia 4/12 com o secretário da saúde, Jean Rodrigues da Silva, havia ficado definido que as obras seriam proteladas até que o prefeito Udo Döhler tomasse uma decisão de dar ou não continuidade e a comunidade seria informada através da comissão de moradores. Isso não ocorreu e os equipamentos foram enviados para o local sem qualquer aviso.

Os moradores uniram-se e decidiram realizar outra manifestação, com início às 16h30 em frente ao Centro XV. Foi realizada a leitura de um manifesto público, abraço simbólico ao prédio das futuras instalações da nova UBS e culminou com uma passeata até a rótula das ruas Marechal Hermes, Colon e XV de Novembro, onde pararam o trânsito por alguns instantes e distribuíram uma cópia do manifesto aos motoristas e pedestres que passavam no local.

Manifesto público foi lido pelos moradores

A comissão de moradores que está deliberando sobre o CAPS AD informou que o Ministério Público já foi acionado e cobrará ações dos órgãos competentes para que a obra seja embargada e se cobre as devidas responsabilidades dos responsáveis. Os moradores interessados poderão fazer um abaixo-assinado que pode ser baixado aqui, preenchido e entregue para a comissão de moradores. O telefone de contato é o (47) 99108-5591.

Clique na imagem e leia o manifesto público na íntegra:

Leia também:

Reunião sobre o CAPS causa indignação na comunidade

Moradores do Glória realizam manifestação nessa terça-feira (19)

Em nota a Prefeitura de Joinville diz o seguinte:

Obra CAPS AD 

A Prefeitura de Joinville, através da Secretaria da Saúde, informa que, nos últimos seis meses, os moradores foram informados de todos os processos referentes à instalação de uma unidade do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), no bairro Glória. Houve reuniões com o Conselho de Saúde local informando do projeto.

As obras iniciaram nesta segunda-feira, dia 18 de dezembro, num investimento de R$ 2,8 milhões, sendo que parte dos recursos – R$ 1 milhão – é do Governo Federal. O prazo de construção é de 24 meses.

A unidade será uma das referências no atendimento às pessoas dependentes no Estado de Santa Catarina. A estrutura moderna vai proporcionar leitos de desintoxicação e poderão fazer o tratamento completo. Além disso está previsto, em parceria com a Secretaria de Educação, Secretaria de Proteção Civil, de ações educativas voltadas à prevenção. Os usuários também vão contar com a oferta de cursos profissionalizantes. Além disso, a comunidade vai receber uma nova unidade de saúde.

Obra não foi iniciada

O Click Glória vem acompanhando o assunto desde quando foi realizada uma apresentação do projeto da obra da nova UBS pelos técnicos da Secretaria da Saúde. Estivemos ouvindo as duas partes sobre o tema CPAS AD, que acabou vindo anexo ao projeto. Sobre a nota enviada pela Prefeitura de Joinville, informando que a obra para a construção do CAPS AD foi iniciada na segunda-feira (18), isso não aconteceu.

Confira a manifestação no vídeo abaixo:

 

 

Verificar também

Fogos de artifício furam telhas da quadra de esportes no Osvaldo Aranha

0 Alunos são prejudicados com conduta de moradores em lançar fogos de artifício no telhado …

23 comentários

  1. Raphael Henrique Travia

    Usuários de álcool e outras drogas são seres humanos iguais a vocês, saúde é direito de ricos, pobres, brancos, negros, vocês moradores do Bairro Glória é que oferecem o verdadeiro perigo para as pessoas em tratamento em todos os CAPS de Joinville. Isso é ignorância, intolerância e Xenofobia… Mais amor e menos Preconceito!

    • Já vem um anormal de esquerda querer te culpar por você não querer que a prefeitura encha o bairro Glória de dependentes de drogas
      Vai pedir amor a hora que um viciado entrar na sua casa, demagogo de quinta categoria..
      A comunidade sabe que um órgão desses deve ser colocado no centro e não em um bairro que não tem sequer base da PM.

      • Raphael Henrique Travia

        A sua falta de educação e irracionalidade apenas comprovam que estou certo!

        • Certo no que? Instalar um CAPS dentro do pátio de uma escola profissionalizante (CENTRO XV)? Acesso por onde? E transito livre dentro do pátio da escola? Você tem noção de seu delírio?

      • Não sou anormal e nem tampouco esquerdopata, realizei trabalho de campo com os usuários do CAPS AD, CAPS III e SOIS, estudos publicados nos Cadernos Brasileiros de Saúde Mental, renomado periódico desta área. Também fui premiado pela Organização PanAmericana de Saúde e pela Fiocruz pela minha atuação que faz a diferença para o controle social do Brasil como consta no certificado de mérito que recebi. E você o que de bom e pode falar de si?

    • Não são pessoas iguais a maioria de jeito algum. Quem não ama a si mesmo, destroi seu corpo e sua mente. E não esta em condições de amar nem a sua mãe ou pai seus mais proximos. Quem esta nesta situação esta em rota de auto destruicao e sem capacidade de tomar decisões sobre si mesmo. Coloca a si e todos a o seu redor em perigo.Tal pessoa precisa de ajuda especializada e atenção psicosocial constantemente. Precisa ser tratada. Não sejamos hipocritas. Quem tem que ser tratado tem uma doença. E doentes são tratados em ambiente que lhes proporcione restauração. Nem todo doente quer se tratar, se recuperar. Definitivamente são seres humanos, tem livre arbitrio e fazem escolhas, mas muitas dessas decisões podem leva-los a destruição. Voce é um ser humano. Voce é igual a esta pessoa? Então você não tem condições de enchegar a enfermidade dele e nem tampouco condições de ajudar este ser humano em qualquer uma de suas necessidades. Voce simplesmente é um teorico, nada mais.

    • Raphael. Conheço um pouquinho de seu esforço para vencer os desafios pessoais de sua vida. Todos os temos, mas para alguns os desafios são maiores, para outros menores. Reconheço seu esforço.
      Gostaria de ouvir de voce a respeito de sua experiência pessoal, algo que venha de seu coração, suas experiências que fazem voce ter tanta certeza de suas posições.
      O respeito e o convencimento vem pela troca de informações, pela construção de argumentos que leve o outro a ver outras realidades como nós mesmos as vemos, e não com ofensas ou expressões fortes que afastem os outros de nós. Falar com ira revela a falta de argumentos, é a ultima posição radical daquele que esta sem opções.
      Não vi ninguém te ofender, sei que voce pode contribuir muito se argumentar.
      Não precisamos ser como os outros, podemos ser como nós mesmos somos, nos aceitar e fazer disto um ponto de inspiração para os demais. Então, Podemos começar?

    • Isso e uma ameaça?

  2. Infelizmente alguns tem esse ranço pseudo-revanchista de que “eles contra nós” …..
    Para de merda, meu !!!!
    O que está sendo questionado é que a prefeitura não fez o trabalho dela.
    falando o bom português …. a bunda que tá na seringa é a da comunidade. O “belo” que tá no gabinete de olho na verba federal, não tá nem aí …. pro drogado, pra cidade ou pro bairro.
    A absoluta falta de comunicação por parte da prefeitura causou uma insegurança na comunidade – PONTO
    Nós …. somos leigos, e voluntários …. e estamos cumprindo todo o rito de questionamento e de busca por informação ….. por outro lado,aqueles que estudaram, foram eleitos, nomeados e concursados … trabalham o dia todo dedicados a isso e ainda ganham ….. esses não nos procuraram nenhuma vez.
    QUEM SÃO OS INCOMPETENTES?

    Não é por ser o CAPs (ôh cabeça dura)… para de ficar colocando seus traumas na boca dos outros …. poderia ser uma padaria, uma danceteria, uma boite, um hospital, …. qualquer coisa que altere o cotidiano da vizinhança sem que haja um amplo debate sobre o assunto.

    eu escolhi o bairro pelas suas características …. levei um tempão pra me acostumar com o comportamento da alemãozada …. isso não é de um dia pro outro …. aí vem um aventureiro, que TEMPORARIAMENTE está no poder …. e resolve mudar a porra toda …. no grito …. ou melhor, de forma feia e escondida, na calada do recesso de final de ano …. como se fosse vergonhoso seu ato. FEIO! BAIXO! PEQUENO ! COISA DE GENTINHA!

    Tá na hora de nós mostrarmos paro os políticos que não será mais feito desta forma.
    Gestão pública tem que ser tratada publicamente …. jogo aberto e limpo com a comunidade

  3. Raphael Henrique Travia

    Sérgio, a prefeitura está fazendo o trabalho dela corretamente. A comunidade foi ouvida em mais de uma reunião, vários profissionais foram chamados para esclarecer a vocês e o Conselho Municipal de Saúde te deu todo o suporte nesse processo. Nas postangens anteriores aqui mesmo no Click Glória, no comentário dessa moradora antes do seu fica bem claro que vocês tem medo de drogados e sim isso é puro preconceito contra os pacientes que poderão ser atendidos pelo CAPS AD.
    Você não tem postura e demonstra uma conduta antiética ao usar o Controle Social para incitar a população contra a instalação de um serviço de Saúde, isso causou mais insegurança na comunidade e você fez o contrário do esperado por um Conselheiro Municipal de Saúde. Sua comunidade não é leiga, ela na verdade finge não entender e você colabora com isso.
    Controle Social não é apenas para revindicar e atacar a gestão como você vem fazendo sistematicamente, isso não é trabalho voluntário, isso é agir contra o interesse público.

    • Então, ô sabe tudo fodão ………… me denuncia no conselho de ética …. assim vou poder convocar todos os hipócritas de plantão e obrigá-los a provar as insanidades proferidas.

  4. Eduardo em vários comentários em todas essas postagens feitas aqui no click glória em 3 ou 4 matérias sobre esse caso vemos vários comentários desumanos, cheios de preconceito e xenofobia. Pessoas que acham que são donos do bairro e donos da verdade. Qual é o próximo passo de vocês moradores do glória? Queimar os pacientes do CAPS AD na fogueira? Voltar á idade média? Se você realmente conhece um pouco do meu esforço e dos motivos que me levam a defender os CAPS e este modelo de Atenção em Saúde Mental, sabe que nada do que eu falar vai mudar a cabeça de ninguém… Infelizmente não faço milagres.

    • Raphael!!!!
      Nem donos do bairro,nem da verdade e sim da coerência. Quanto a milagres não tens competência mesmo. Não menospreze nossa inteligencia, já que a sua esta bem fraca

      • Raphael Henrique Travia

        Marlene,
        Você não tem argumentos e nem coerência, exercite a sua inteligência (não adianta ter algo e não usar) visite o CAPS AD e conheça o trabalho que lá é realizado. E outra coisa coloque o seu nome completo pois é muito feio esconder-se e atacar os outros, vocês não tem argumentos plausíveis e apenas me atacam, por discordar da falta de humanidade, coerência, empatia, coragem e educação que vocês apresentam comentário após comentário. Querem continuar me atacando não vou mais me importar, mas cada ataque direcionado a mim ou aos usuários dos CAPS é a prova da ignorância de vocês. Abraços

  5. Não vou falar em ser contra ou favor do CAPS, mas gostaria de pensar sobre alguns fatos:

    Como implantar um atendimento desse tipo (extremamente necessário) para a saúde publica, pq sabemos que álcool e droga é um problema epidemiológico no BRASIL, mas dentro de um espaço onde funciona uma escola profissionalizante, que atende crianças/ adolescentes a partir dos 10 anos de idade? Com um fluxo anual de mais 1500 alunos só nos cursos informática.

    Qualquer pessoa sabe, acredito que os profissionais da prefeitura também, que essa é a idade mais vulnerável a entrada ou experiencia com cigarros, álcool e droga. Então, vão tirar a escola de lá ? Significa que a educação (QUE É PREVENÇÃO) não tem importância ou é menos importante?

    Legislar em causa própria, sem olhar o outro, é atitude ética, ou seja se eu passei pelo CAPS não importa mais nada vou defendê-lo em qualquer situação?

    Apontar o dedo e rotular as pessoas nos faz ser melhores do que elas, porque não acredito em seus argumentos, medos, incertezas???

    Qual interesse político por trás dessa implantação de forma tão obscura e pouco transparente?

    Será que, de fato, o foco é a recuperação dessas pessoas? Ou utilização de verbas federais?? A quem interessa e porque interessa essa implantação?

    Existem documentos federais para implantação dos CAPS (todos), a solicitação de um projeto terapeutico inclusive, que não foi apresentado em nenhuma reunião. porque?

    As outras perguntas que eu gostaria que fossem respondidas seriam mais técnicas, ouvi numa reunião que o modelo de CAPS de Joinville é igual ao da ITÁLIA, só esqueceram de localizar no mapa a Itália e toda sua infraestrutura, e o mais importante bem longe do Brasil, lá saúde, educação e segurança são levadas a sério. E aqui no nosso país?

    Não sou contra o CAPS, e acredito que nenhum morador seja, mas precisamos usar o dinheiro público com seriedade e tratar os contribuintes com respeito e ética, atendendo a todos nas suas necessidades. Tratar ou fingir tratamento, desculpe isso não é saúde. Para os mais desavisados, planejamento de saúde é trabalhar com prevenção e não apenas intervenção quando a doença acontece, é isso que fazem os países que levam a população a sério como é o caso da Itália.
    Sou professora e profissional da saúde e queria muito acreditar que ainda vamos pensar em educação e saúde com seriedade.

    • O modelo dos CAPS é fundamentado pela lei federal 10.216/2001. Sobre o fato de ser no Centro XV, eu fico espantado de vocês acharem que lá vão sair oferecendo drogas para crianças, desculpa mas isso é uma suposição preconceituosa. Todo gestor público deve utilizar verbas para implantar e melhorar serviços de saúde. Visite os CAPS e poderá verificar que ali o propósito é a reabilitação. E eu sinceramente prefiro defender a saúde mental do que simplesmente dizer não, sem nem ao menos conhecer o serviço, como muitos de vocês vêm fazendo.

  6. Bem senhor Raphael, o senhor fala tanto em discurso de ódio, preconceito e ignorância, mas vejamos o que o senhor escreve na rede humaniza.

    http://redehumanizasus.net/implantacao-de-caps-ad-e-alvo-de-preconceito-e-ignorancia-no-bairro-gloria-em-joinville-sc/

    “Alegam sem maiores detalhes ou estudos epidemiológicos que a necessidade do bairro seria um centro para idosos, mas no fundo dessa história apenas não querem encarar a realidade e a vida como ela é, marginalizando mais uma vez as pessoas portadoras de transtornos mentais.”

    Pois bem, segundo o Censo de 2010, a população do bairro Glória era de 10327, sendo deste 836 idosos, o que representa 8,10%, sendo o Gloria o décimo segundo bairro com mais idoso em Joinville, alem de estarmos perto do 6 e 7 lugares. Temos 44 bairros.

    Segue abaixo a tabela, que o senhor pode conferir os dados.

    O senhor tem um percentual igual ao que eu mostrei na tabela, de pessoas dependentes químicos por bairro (estudos epidemiológicos)?
    Uma pergunta existe algum CAPS em Joinville, que fique dentro de uma escola?

    Depois o senhor fala: “Durante a reunião do CLS, seu presidente destaca a baixa participação da comunidade deste bairro nas reuniões do Conselho Local de Saúde. Então amiguinhos eu pergunto: Se não participam do Conselho Local de Saúde porque reclamam que não foram consultados? Guardiões da falsa moral e dos bons costumes?”

    Pois bem, como foi feito o comunicado dessa reunião? telefonema? carta? SMS? Só por favor, não diga que é feita via assistente do SUS, pois essa não passa aqui em casa, pelo menos a 3 anos ou mais.

    Depois o senhor fala: “E mesmo após várias explicações da equipe técnica da secretaria da saúde, o preconceito se torna evidente em falas que afirmam que o CAPS deva ser construído em locais onde há mais traficantes e viciados.”

    Desculpe, mas não é logico, construir um centro onde existam mais pessoas com problemas de saude e que provavelmente já em condições financeiras ruins e que terão que se deslocar de um bairro para outro (ônibus tá barato em Joinville!), além do evidente apoio familiar, ou o senhor não considera o apoio familiar importante?.

    Depois o senhor faz as seguintes afirmações:
    “Então vou deixar algumas coisas bem claras:
    Não vão abrir uma boca de fumo na sua esquina…
    Os usuários do CAPS não vão assaltar sua casa…
    Pessoas em tratamento, não são bandidos…
    A classe média também usa drogas!
    Saúde Pública é direito de todos!
    Dependência Química é doença,
    Preconceito é crime!”

    Pois bem… o senhor dá garantias que não vão abrir uma boca e nem assaltar a casa de ninguém? é se acontecer, o senhor e o CAPS vão se responsabilizar?

    Outra coisa, não são bandidos, então entendo que o CAPS faz um levantamento para ver se a pessoa tem ficha criminal, se faz isso é preconceituosa (Preconceito é crime!) com as “vitimas da sociedade”, se não faz, o senhor faz uma afirmação leviana, pois não pode provar se o dependente é ou não um bandido.

    A classe média também usa drogas, puxa essa eu nem tinha imaginado! Mas vamos lá, usando a sua logica que a classe média é preconceituosa e metida, você acha que vai direcionar o dependente para um CAPS, ou vai pagar uma clinica particular, afinal somos xenófobos não é mesmo! Não vamos querer se misturar com o proletariado! (Caso o senhor não tenha percebido estou sendo irônico, e estou usando a sua linha de raciocínio, afinal é bom esclarecer!)

    A Saúde Publica é direto de todos, concordo com o senhor, pois te pergunto onde estava essa mesma Saúde Publica, quando a população do bairro pedia melhorias no postinho do bairro? O senhor já viu o postinho do Gloria? Por que agora descobriu-se o bairro Gloria?

    Dependência Química é doença e Preconceito é crime! Concordo também com essas duas afirmações, também é preconceito achar que todos que são de classe media são xenófobos, racistas, alienados, desumanos (li o seu comentário para Cristine Nobre Leite da PB.), etc e tal.

    Abraços!

    Bairro Idosos Pop. %
    1 Zona Ind.2 6 44 13,64%
    2 Anita Garibaldi 1085 8156 13,30%
    3 Centro 590 4961 11,89%
    4 Bucarein 635 5428 11,70%
    5 Pirabeiraba 447 4215 10,60%
    6 Atiradores 520 5002 10,40%
    7 America 1149 11264 10,20%
    8 Dona Francisca 51 528 9,66%
    9 São Marcos 254 2649 9,59%
    10 Saguacu 1204 13087 9,20%
    11 Floresta 1637 17986 9,10%
    12 Gloria 836 10327 8,10%
    13 Bom retiro 882 11160 7,90%
    14 Guanabara 885 11352 7,80%
    15 Itaum 1100 14287 7,70%
    16 Boa vista 1264 16638 7,60%
    17 demais setores 1354 18053 7,50%
    18 Santo Antonio 446 6555 6,80%
    19 Iririu 1497 22344 6,70%
    20 Nova Brasilia 717 12810 5,60%
    21 Comasa 1058 19601 5,40%
    22 Costa e Silva 1399 27425 5,10%
    23 Itinga 312 6362 4,90%
    24 Fatima 688 14031 4,90%
    25 Santa Catarina 453 9440 4,80%
    26 Rio Bonito 281 6236 4,51%
    27 Zona Ind. 1 136 3028 4,49%
    28 Boehmerwaldt 698 16224 4,30%
    29 Joao Costa 515 12560 4,10%
    30 Jarivatuba 505 12318 4,10%
    31 Petropolis 548 13368 4,10%
    32 Vila Cubatao 38 933 4,07%
    33 Profipo 42 1036 4,05%
    34 Adhemar Garcia 362 9278 3,90%
    35 Jardim Iririu 865 22756 3,80%
    36 Vila Nova 836 22008 3,80%
    37 Aventureiro 1290 34878 3,70%
    38 Jardim Sofia 148 4221 3,51%
    39 Morro do Meio 301 8606 3,50%
    40 Espinheiros 308 9616 3,20%
    41 Parque Guarani 330 10633 3,10%
    42 Jardim Paraiso 504 16791 3,00%
    43 Paranaguamirin 804 27728 2,90%
    44 Ulysses Guima. 215 9365 2,30%

  7. Desculpe Raphael! É impressão minha, ou tirastes o site http://redehumanizasus.net/ do ar!!!

  8. O que escrevi na RedeHumanizaSUS é a mais pura verdade, a maior violência de todas é o preconceito. Sobre a baixa participação da comunidade nas reuniões do Conselho Local de Saúde apenas copiei o que estava escrito na primeira matéria do click glória sobre o caso. Colegas minhas da faculdade e do trabalho moram no Glória e trabalham na UBS então conheço a UBS e o bairro sim. E no projeto vocês serão contemplados com um grande complexo que terá o Centro de idosos, o CAPS e a reforma da UBS. Todas as informações foram prestadas pela equipe técnica da secretaria de saúde, mas se vocês não quiserem entender, nada vai mudar. Conheço o bairro, a UBS e sua população, tenho amigos e colegas que moram no bairro e trabalham na UBS. Quanto a vocês serem Xenófobos e ignorantes a única maneira de provarem o contrário seria parar de tentar impedir a obra com manifestações contra o SUS e sim mais de 40 comentários cheios de ódio em todas as postagens sobre esse caso, visitem os CAPS e vejam que ali existem pessoas e profissionais buscando a reabilitação psicossocial. Se um dia vocês mudarem terei o maior prazer em escrever sobre isso na RHS, mas por enquanto o que escrevi lá retrata quem vocês são de verdade. AbraSUS.

  9. Outra coisa Paulo, já que leu minha postagem na RHS leia o Blog todo e poderá aprender muito sobre saúde mental. E saiba que essa postagem foi compartilhada pelo Brasil inteiro através da RHS, então não só a Cristine da Paraíba, mas gente do Brasil todo viu o quanto vocês estão sendo resistentes e ignorantes nesse caso, e além do que eu escrevi, os links originais das matérias do Click Glória também estão lá e falam por si. Vocês deviam ter vergonha de tentar impedir a construção de um aparelho de saúde. Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.