Inscrições para o curso de Orientação com bússola encerra-se hoje (11)

Curso de Orientação com bússola será realizado no próximo domingo (17) pelo Clube de Orientação de Joinville na sede campestre 31 de Julho

No próxima domingo (17), o Clube de Orientação de Joinville – COVILLE – irá promover um curso de Orientação com Bússola para iniciantes.  O presidente da entidade Evandro de Melo Casarin será um dos instrutores juntamente com Letícia Casarin, Jefferson Granemann e Edalino Gomes Pereira, todos fazem parte do COVILLE. As inscrições podem ser realizadas até o final do dia dessa segunda-feira (11).

Na programação estão previstas aulas teóricas e práticas, culminando com a realização de um circuito interno e a entrega dos certificados. Serão apresentados aos participantes:

– Apresentação do esportes;
– Escala, distância e passo duplo;
– Simbologia do mapa e orientação;
– Intervalo para o almoço;
– Apresentação da bússola;
– Rotina do atleta;
– Percurso de orientação (prática);
– Entrega dos certificados.

A Orientação um dos esportes que mais cresce no mundo voltado para todas as idades. Na Europa famílias inteiras participam dessa modalidade esportiva. Surgido na Suécia, em 1918, a prática chegou ao Brasil por volta dos anos 70 e sempre esteve intimamente ligada aos militares. A orientação consiste basicamente no desenvolvimento de um percurso em um meio natural, no qual o competidor deve obrigatoriamente passar por pontos pré-determinados. Nestes locais, deverá marcar seu cartão de controle a fim de comprovar a passagem pelo local. O atleta que concluir esse percurso em menor tempo é considerado vencedor. A bússola e o mapa do terreno são ferramentas indispensáveis, que se aliam ao aguçado senso de observação do orientador e formam o aparato essencial para a concretização do trajeto.

Capitão Casarin já possui quase 30 anos de experiência na Orientação

Casarin explica que pessoas de qualquer idade e sexo podem participar, levando famílias inteiras a prática da Orientação. “Nossas competições são muito bem organizadas, isso facilita a participação de pessoas das mais diferentes idades. Quem participa a primeira vez sempre retorna e acaba praticando esse emocionante esporte de aventura.”

A competição é dividida em categorias, nas quais o atleta é inserido de acordo com o sexo, idade e grau de desempenho, oportunizando uma disputa em que os adversários iniciam a prova em supostas condições de igualdade. As regras, de baixa complexidade, são conhecidas pelo atleta durante os treinamentos e vão sendo assimiladas no decorrer da vida esportiva.

O DESPORTO DA NATUREZA

Bem mais do que uma prática esportiva, a orientação constitui um gesto de integração e respeito à natureza. O que vem distinguindo-a de outros esportes é o fato de seu exercício não exigir transformações no meio ambiente; ao contrário disso, é a própria natureza quem se encarrega de construir as condições e preparar o terreno para a competição.

A cada árvore, rio, pedra ou queda d’água que encontra, o atleta ganha mais motivação e encontra mais razões para seguir o percurso. Até os insetos adquirem um aspecto mais agradável, demonstrando que a vida pode se manifestar nas mais diversas e curiosas formas. O ar puro e o exercício fazem com que o desportista esqueça as preocupações e atribulações da vida urbana, vivendo um extraordinário momento de bem-estar e satisfação.

UM ESPORTE PARA TODA VIDA

Pessoas das mais diversas faixas etárias tem descoberto o prazer de praticar um esporte e, ao mesmo tempo, poder contemplar a magnitude e a diversidade de uma floresta ou uma mata nativa. Esse proveitoso contato com o meio ambiente é ferramenta fundamental para a criação da tão esperada consciência ecológica, um dos objetivos primordiais da orientação.

Cabo Edalino passando pelo prisma uma das competições de Orientação

Esse objetivo vai ao encontro de uma das principais preocupações nos dias de hoje, conscientizar as pessoas da importância de preservar o meio ambiente. Assim como já tem sido comprovado na Europa, a orientação possui um grande caráter pedagógico, podendo, certamente, integrar os currículos escolares devido a sua característica de ensinar e divertir ao mesmo tempo. Além disso, sua prática exige uma acentuada capacidade de concentração e a tomada de decisões rápidas, desenvolvendo, dessa forma, o raciocínio lógico e o senso de segurança e de discernimento dos competidores.

Edalino Gomes Pereira – cabo do Grupo Aéreo da PMSC é apaixonado pelo esporte. Para ele os jovens e idosos tem um grande benefício ao praticar a Orientação: ” O exercício e o contato com a natureza dão muito ânimo a essas pessoas, que têm cada vez mais participado de campeonatos e competições oficiais, demonstrando que vitalidade e saúde não dependem apenas da soma dos anos.”

PONTOS DE CONTROLE

No mapa estão locados pontos de controle (o ponto inicial é simbolizado por um triângulo e os demais por círculos, todos na cor lilás), no terreno estes pontos são representados por prismas. O atleta, obrigatoriamente, tem que passar por todos os prismas. Em cada um deles existe um picotador ou uma base eletrônica, no qual, o atleta irá perfurar o seu cartão de controle ou inserir seu chipe (no caso de controle eletrônico) , comprovando sua passagem pelo ponto.

Curso de Orientação com Bússola

Data: 17/3 – domingo
Local: Sede campestre – Clube 31 de Julho
Horário: das 8h às 17h com almoço no local
Endereço: Av. Santos Dumont, 5.632 – Bairro Aventureiro – Joinville
Investimento: R$ 70,00 com almoço incluso
Conta para depósito: Banco do Brasil – Ag: 2776-6 C/C 165510-8 – Evandro Mello Casarin
Informações com Evandro: F: (47) 99721-8588
Será entregue apostila e certificado de participação

Verificar também

NOTA OFICIAL – Queda da cobertura no prédio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente – SAMA

0 Nota oficial da Prefeitura de Joinville sobre o acidente ocorrido hoje pela manhã na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.