Fogos de artifício furam telhas da quadra de esportes no Osvaldo Aranha

Fabiana Feltrin de Alvarenga, diretora da E.E.B Osvaldo Aranha, na quadra de esportes, totalmente alagada

Alunos são prejudicados com conduta de moradores em lançar fogos de artifício no telhado da quadra de esportes

Na manhã de segunda-feira, após as eleições presidenciais, a diretora da E.E.B. Osvaldo Aranha, Fabiana Feltrin de Alvarenga, ao chegar na escola, recebeu uma péssima notícia. Diversas placas de metal do telhado da quadra de esportes do ginásio, haviam sido furadas com o impacto dos rojões dos fogos de artifício utilizados na noite de domingo por populares.

Foram 11 placas de telhas metálicas furadas pela força dos rojões. “É triste chegar na escola e receber uma notícia dessas. Infelizmente as pessoas não tem a noção do prejuízo causado aos alunos e a escola”, afirma a diretora.

Como é uma escola pública, os trâmites para a substituição das telhas são mais demorados. “Já encaminhamos a solicitação para a substituição das telhas, para a Agência de Desenvolvimento Regional – ADR. Não temos previsão de quando seremos atendidos, mas, torcemos para que seja o mais rápido possível”, completa Fabiana.

O certo é que somando os alunos civis da Escola Osvaldo Aranha e do Colégio Militar, são quase 500 alunos que ficam sem poder ter aulas na quadra de esportes em caso de chuvas, pois ela fica quase toda alagada. Perdem os alunos e a comunidade.

Uma das recomendações dos bombeiros é sobre a distância recomendada para explodir os fogos com segurança. A recomendação é de 30 a 50 metros de pessoas, edificações e carros. A escola localizada na rua Lindoia, está numa área de grande adensamento urbano, com diversas residências e prédios no seu entorno.

Fica o alerta sobre a utilização de fogos de artifício, em especial os que utilizam rojões. São centenas de relatos e matérias na mídia sobre acidentes que acontecem com estes produtos, mas nunca é demais alertar e seguir algumas dicas:

– Nunca aponte e lance fogos de artifício para pessoas ou animais;

– Sempre seguir as dicas do fabricante e peça orientações no momento da compra do artefato.

– Antes de realizar a queima de fogos é preciso fazer o isolamento por cordões (cerca de isolamento), cavaletes ou similares, devidamente sinalizadas, com placas de advertência, em letras vermelhas sobre fundo branco.

– A distância recomendada para explodir os fogos com segurança é de 30 a 50 metros de pessoas, edificações e carros.

– Para evitar de segurar os fogos com as mãos, compre artefatos que venham com a base para encaixar no suporte dos fogos de artifício, para que seja possível colocar no chão.

– Nunca deixe crianças e menores de 18 anos soltarem fogos.

– Nunca manuseie fogos sob efeito de álcool.

– Caso os fogos não estourem, não tente reaproveitá-los. Molhe-os para apagar o pavio e evitar acidentes, e leve na loja em que comprou para trocá-los.

– Ao estocar os fogos em casa, deixe-os em um local seco e longe de fogões e outros explosivos.

– A orientação é nunca comprar fogos de artifícios clandestinos, pois a maioria não é testado e não traz as instruções de segurança na embalagem.

– Em caso de acidentes mais graves, o Corpo de Bombeiros ou Samu devem ser acionados.

Verificar também

Joinville retoma vagas de emprego com força

0 A Prefeitura de Joinville divulga novas vagas de emprego disponíveis a partir desta segunda-feira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.