Click Glória reúne família após 30 anos

Arttur, Patrícia, Eugênio, Carlos e Piettro, um reencontro memorável

Click Glória realiza reencontro familiar emocionante após 30 anos sem contato. Encontro foi realizado no Glória na rua Campo Alegre

No dia 15 de janeiro a redação do Click Glória recebeu uma mensagem da moradora do Rio de Janeiro, Patrícia Eulália Santos de Souza, através da nossa  página no Facebook. Ela solicitava a possibilidade de encontramos seu tio Eugênio Müller, que foi casado com sua tia Noêmia (já falecida) irmã de seu pai Norberto, o qual não tinha contato havia 30 anos. A última vez em que isso aconteceu, ela estava com apenas 7 anos de idade.

Sua pesquisa na internet possibilitou achar nosso portal de notícias do bairro Glória, local o qual ela lembrava onde residia seu tio. Com as informações fornecidas nossa redação iniciou a busca, o qual durou menos de 1h. Após as confirmações realizadas, informamos o telefone de contato para Patrícia, para que ela pudesse fazer a tão esperada ligação para seu tio. Após o contato inicial, ela confirmou a vinda de toda a família para Joinville no mês de fevereiro para visitar o familiar.

O encontro

No dia 22 de fevereiro, Patrícia chegou com toda a família do Rio de Janeiro para o tão esperado reencontro. Ficaram hospedados em um hotel no centro de Joinville e elogiaram muito o atendimento do pessoal.

Foram 30 anos separada do tio.  Além de Patrícia, também vieram seu marido Carlos Eduardo Alves Rodrigues (51) e seus dois filhos, Piettro Souza Rodrigues(10) e Arttur Souza Rodrigues (7). Marcamos o encontro para domingo (24) a tarde, na residência do seu Müller para acompanhar esse encontro.  A casa é toda rodeada por muitas plantas e árvores. Muitos passarinhos de várias espécies e a cantoria tomam conta do quintal da residência. “Aqui eu tenho a natureza toda de companheira. A passarinhada é a minha companhia. Aqui eles não passam fome”, conta Müller sorrindo.

Hoje ele está viúvo e com 85 anos, mas é extremamente ativo. Sua esposa Noêmia Eulália faleceu há 7 anos. Ele reside na rua Campo Alegre, na mesma casa há 56 anos. Ele chegou a jogar no antigo Clube Glória de futebol e, mostra com orgulho troféus e medalhas que ganhou. Ele ainda anda com seus fusca azul pela cidade e vai constantemente nas reuniões dos grupos de aposentados para ver amigos e amigas, na Sociedade União Palmeiras na rua Jaraguá. Além dos amigos das reuniões, o aposentado também é bem conhecido na Unidade Básica de Saúde – UBS – o qual todos o conhecem.

Agora com a vinda da família que não via havia 30 anos, Müller já fica na expectativa de um novo e definitivo encontro, caso a sobrinha e a família venha residir em Joinville.

Encanto por Joinville

Patrícia e o marido Eduardo ficaram encantados por Joinville, muito mais calma, diferente do dia a dia de sua cidade. “Aqui é bem mais tranquilo, lá temos que ficar controlando nossos filhos por tudo o que acontece nas ruas. Aqui não tem comparação,” afirma. Ela já cogitou a ideia de vir morar com a família e não descarta que isso seja ainda esse ano.

O marido é bancário e ela dona de casa, e em Joinville, há uma filial do banco no qual ele trabalha. “Além da qualidade de vida, aqui com toda a certeza é muito mais tranquilo, com certeza valerá apena”, diz Rodrigues, que também gosta de uma boa pescaria.

Uma das coisas que ele percebeu, foi

Escoteiros une a família no Rio de Janeiro

O filho mais velho Piettro é que incentivou os pais a participarem de um grupo de escoteiros, o  55 GEAr ( Grupo Escoteiro do Ar) Julio Verne – no bairro Cascadura, próximo a casa deles. “Quando o Piettro entrou, procuramos nos inteirar pelas atividades e acabamos participando não apenas das atividades, agora, participamos ativamente com diversos outros pais. Já andamos procurando informações sobre os grupos de Joinville”, diz Patrícia. No ramo do escotismo, Piettro e Artthur são Lobinhos.

O retorno

Agora é esperar por um novo reencontro. A família Souza passou uma semana em Joinville, reencontrou seu familiar querido, visitou diversos lugare4s e deu até tempo de dar um pulinho ali na praia da Enseada em São Francisco. Foi uma aventura e tanto para quem havia tempo que não vinha para cá. A família retornou para o Rio de Janeiro e nessa quarta-feira já dava notícias de que a viagem foi maravilhosa, e, que o retorno para casa foi tranquilo. Agora é esperar para saber se Joinville irá ganhar mais moradores, e lógico, e seu Müller terá a família por perto.

 

 

 

 

 

 

 

Verificar também

NOTA OFICIAL – Queda da cobertura no prédio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente – SAMA

0 Nota oficial da Prefeitura de Joinville sobre o acidente ocorrido hoje pela manhã na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.