Moradores do Glória realizam manifestação nessa terça-feira (19)

Moradores impediram a entrada das máquinas no Centro XV para dar início a limpeza do terreno previsto para ser construído o CAPS AD.

Manifestação dos moradores do Glória acontece nessa terça-feira (19)

Moradores do Glória irão realizar nessa terça-feira 19/12 às 16h30, em frente ao prédio onde será construída a nova Unidade de Saúde Básica na rua Brigada Lopes, ao lado do atual posto de saúde, uma manifestação contra a instalação do Centro de Atendimento Psicossocial – Álcool e Drogas. A obra prevista pela prefeitura deveria iniciar no dia 2 de janeiro de 2018, no entanto, nessa segunda-feira (18) a prefeitura enviou uma máquina e uma caçamba para iniciar a limpeza da área, deixando a comunidade surpresa e mais uma vez indignada com a situação.

Comunidade bloqueou o acesso das máquinas ao local

No último encontro realizado no dia 4/12, entre o secretário da saúde de Joinville, Jean Rodrigues da Silva, o Conselho Municipal de Saúde, o Conselho de Saúde do Glória e a Comissão autônoma formada por moradores do bairro para acompanhar e deliberar sobre a instalação do CAPS AD junto ao Centro XV, os moradores puderam mais uma vez manifestar a sua insatisfação e expuseram inúmeros motivos para que a obra não seja feita no local pretendido, principalmente pelo fato de que o local é uma área educacional.

Comissão do Caps reuniu-se com o secretário da saúde de Joinville

Ao iniciar a reunião, Rodrigues assumiu o erro de comunicação junto a comunidade pelo fato de ela nunca ter sido procurada. “Lá atrás, quando foi ventilada a possibilidade da construção, a comunidade não foi procurada para discutir o assunto”, lamentou Rodrigues.

O presidente do Conselho Local de Saúde do Glória, Sergio Duprat, deixou claro que a comunidade nunca foi consultada e houve um sentimento de traição com relação ao poder público. “Quando ouvimos oficialmente falar do CAPS AD, foi na apresentação realizada pela Secretaria da Saúde do novo prédio da UBS, isso em junho, quando apareceu no projeto arquitetônico a unidade CAPS”, disse Duprat.

 

 Comunidade foi surpreendia

Em junho em uma das reuniões do Conselho Local de Saúde, foi feita uma apresentação do o projeto da nova Unidade Básica de Saúde e foi apresentado em anexo o CAPS AD. Foi formada uma comissão de obras da nova UBS para acompanhar todo o processo até o término da obra. Enquanto isso a comunidade queria maiores esclarecimentos referentes a implantação do CAPS AD. Moradores reuniram-se e fizeram diversos questionamentos sobre o equipamento. Secretaria da Saúde informou que a obra não estaria vinculada ao CAPS e seriam verbas distintas.

No dia 23 de novembro a Secretaria da Saúde fez uma nova apresentação, agora no centro XV, deixando a comunidade surpresa, pois, a equipe da Secretaria da Saúde apresentou apenas o projeto do CAPS, com valores, projeto arquitetônico, empresa licitada e data para o início das obras, ou seja, o projeto seria antecipado ao da nova UBS, deixando os presentes na reunião ainda mais insatisfeitos.

A comunidade fez diversos questionamentos sobre o tema. Ao término da apresentação foi formada uma nova comissão, mas agora, sobre o CAPS. O objetivo foi para deliberar sobre diversos questionamentos não respondidos pela Secretaria da Saúde, tendo em vista que o secretário não se fez presente em nenhuma das reuniões realizadas.

 

Manifestação, abaixo-assinado e Ministério Público

A comissão de moradores iniciou um movimento para a realização de diversas manifestações da comunidade e a coleta de um abaixo-assinado com os moradores do bairro contra a realização da obra. Os principais argumentos e reivindicações da comunidade são:

  • O desejo da ampliação da Fundamas – Centro XV para atender maior número de cidadãos

No local, há 50 anos funciona um braço da Fundamas, uma instituição de ensino profissionalizante pública e gratuita, gerando oportunidades de formação técnica e social a milhares de joinvilenses de todos os bairros, classes e níveis sociais. O local faz parte da cultura do bairro e da cidade. Hoje o espaço oferece atividades de contra turno para as escolas públicas locais e cursos de robótica, informática, marcenaria entre outros.

  • A criação de um centro de convivência para idosos, reforma e ampliação do espaço para prática de esportes  e lazer já existente no local

No local sempre existiu uma cancha de esportes e espaço de laser que foi destruído pela empresa permissionária que ocupou de forma irregular o local. Esta permissão foi revogada judicialmente e  o imóvel devolvido  à comunidade, que deseja a recuperação desse espaço para prática de esporte e a construção de um Centro de Convivência para Idosos. A convivência de idosos com as centenas de alunos menores que frequentam o local beneficiará toda a comunidade dos 8 aos 80 (ou mais). 

  • A reforma completa da nova UBS Glória e os espaços não utilizados, destinados aos interesses dos munícipes. 
  •  Participar nas decisões para o futuro do local e das decisões do bairro

Ninguém sabia da obra em do projeto, quando foi apresentado já consolidado no dia 23 de novembro.

 

A comunidade decidiu que não quer equipamentos que não atendam seus anseios. Segundo ela, o secretário da saúde afirmou que “a Prefeitura só terá verba para iniciar os trabalhos e demorará  para ser concluída”.  No local já há uma obra inacabada que inviabilizou diversas atividades educacionais e sociais, poluindo visualmente e atrapalhando o local.

 

Comissão do Caps AD é formada por diversos moradores do bairro Glória

Nessa terça-feira (19) será realizada uma manifestação pacífica com a presença da PM para garantir a segurança dos participantes. Às 16h30 a comunidade irá realizar um abraço simbólico no prédio das futuras instalações da nova UBS e a leitura de um manifesto. Em seguida será realizada uma caminhada até a rótula da rua Marechal Hermes com a rua XV de novembro para uma manifestação pública. A comissão organizadora pede que a comunidade possa ir até o local para participar desse importante ato de união dos moradores.

Para Eduadro Mancinelli um dos participantes da comissão do CAPS Ad, a prefeitura e a Secretaria da Saúde perderam totalmente a credibilidade junto aos moradores. “Essa foi a terceira traição. Ao tentarem iniciar uma obra de forma unilateral e fazer com que a comunidade engula o problema goela abaixo, só irá criar mais atrito com os moradores. Esse é um exemplo de como fazer uma gestão autoritária e antidemocrática”, afirma Mancinelli.     

O abaixo assinado poderá ser baixado clicando na imagem abaixo e após preenchido, entregue para a comissão. O telefone de contato é o (47) 99108-5591. O Ministério Público também foi acionado.

Verificar também

Click Glória reúne família após 30 anos

0 Click Glória realiza reencontro familiar emocionante após 30 anos sem contato. Encontro foi realizado …

3 comentários

  1. A população do glória não aguenta mais, não ser ouvida,pagamos impostos,sabemos dos nossos direitos e deveres…
    Queremos clareza com o gasto do dinheiro que é nosso!
    Queremos um posto de saúde melhor, e o centro XV com mais estrutura para receber nossas crianças e jovens, que são o nosso futuro!

  2. Num momento histórico onde se fala cada vez mais em administração participativa, é um absurdo ver atitudes arbitrárias dos administradores públicos, agindo como se fossem donos da cidade ou do bairro e decidindo pelos moradores. A população está acordada e quer mais administração pública e menos política!!!

  3. Raphael Henrique Travia

    O CAPS AD é um serviço que atenderá a toda população de Joinville e não apenas aos interesses de uma parcela dos moradores do bairro. Com o projeto da prefeitura vocês terão uma Unidade Básica de Saúde melhor. Não há motivo plausível para reclamações, vocês não perderão nada, apenas poderão ganhar mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.